PALADAR DE MARIANA

Minha filha é talentosa nas artes de forno e fogão. Sabe, com delicado esmero, combinar sabores. Mais ainda, distingui-los. Assim, é capaz de reproduzir um prato que experimentou em algum restaurante, sempre a uma pequena distância do original. Sua última descoberta foi um risoto que temos feito com certa frequência, mas sem ter chegado, ainda, à perfeição que ela procura. Mesmo sendo realmente delicioso, a cada vez que é perpetrado.

Esse paladar apurado é uma das qualidades mais sutis e profundas de Mariana. Descobre mesmo o menor traço de um ingrediente. “Uma lembrança de canela”, diagnostica, mesmo quando uso o tempero em algo que jamais tivera tal enriquecimento antes. Claro, ela sabe que eu gosto. Mas sempre me surpreende quando o detecta no prato mais inusitado. É uma italiana de raiz, pois sabe tirar proveito das texturas e gostos naturais. Nada vai além do ponto. Nem tampouco exagera nos condimentos ou nas misturas.

A pasta com molho de tomate picado, alho e azeitona preta é uma de suas obras primas. Da mesma forma que o acompanhamento de brócolis bem verdes, com um suave aroma de bacon (só o estritamente necessário para iniciar os trâmites) e alho. Mariana é zelosa de suas artes na cozinha. Gosta de fazer tudo a seu jeito e, como na personalidade, somos muito diferentes nessa área que tanto nos une, como interesse e prazer. Adoro sentar à mesa, quando a chef é ela.

 Risoto de aspasgos – A última descoberta de Mariana, em um restaurante esmeradamente caseiro de Santa Cecília, é um risoto de aspargos (não em conserva, mas frescos). Você prepara o arroz arbóreo do jeito tradicional, com aquela base de manteiga mesclada a um fiozinho de azeite, cebola e alho, depois regados com meio copo de vinho branco seco. Em seguida, coloca o arroz e o caldo de legumes (sempre quente; pode usar os talos desprezados  dos aspargos como ingrediente desse caldo), devagar, até que os grãos fiquem cozidos, mas al dente. Acrescente creme de leite (de preferência fresco), muito queijo parmesão e, finalmente, os aspargos fatiados e frescos. Só para levar um susto, sem perder a crocância. Sirva imediatamente.

 

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s